domingo, 8 de junho de 2008

Será que uma pessoa pode ser totalmente só razão ou só coração???




Durante diversas conversas com pessoas, amigos, etc, sempre me deparei com essa questão, seguir a razão ou o coração?

Na verdade a grande dúvida que percebo nas pessoas é se realmente o certo é seguir um ou o outro. Ou simplesmente se existe o que é o certo ou errado nisso.
Acredito que possuímos parte dos dois, mas sempre um se evidencia. Não quer dizer que alguém esteja errado por seguir o que acha melhor pra si.
Geralmente quando nos deparamos com tomada de decisões, é a frase que bate primeiro, "seguir meu coração?", "seguir a razão?"
Há quem ainda fale: "meu coração diz X... mas minha razão diz Y..."
Escolhas certas, escolhas erradas...resultados felizes, resultados catastróficos, arrependimento, orgulho de admitir que errou, uma mistura louca desses sentimentos acontece, é inevitável...
Mas um hora, temos que decidir, e o que vale é o depois, porque de alguma forma aprendemos, seja qual for o resultado. E o bom é que tudo pode ser aproveitado no final das contas.
Para mim, significa, crescimento.
Não consigo julgar alguém por seguir seu coração, por ser mais emocional, por chorar, por se fragilizar diante de duras experiências. Sabe-se a história daquela pessoa, seus motivos. Isso só cabe a ela.
Mas também não condeno de forma alguma os mais racionais, porque conseguem ver defesa e força em não se deixarem levar pela emoção simplesmente, isso é de alguma forma ser sábio, ser prevenido, cauteloso.
Eu já vi pessoas serem muito bem sucedidas por seguirem suas emoções, assim como vi destruição em decisões precipitadas.
Vi pessoas terem medo de ouvir o coração e perderem grandes oportunidades na vida.
De qualquer forma o que interessa realmente é a experiência que cada um leva nessas andanças pela vida. E de como podemos ser pessoas melhores depois disso.
A cada decisão que preciso tomar, lembro de todas as outras que precisei fazer, mas vejo que não posso compará-las, trago somente um amadurecimento de saber que cada vez dói menos se o resultado não for tão agradável assim.
E quando a decisão tomada dá certo, ótimo! Mais uma história de felicidade que é somada. Aproveito cada momento dessa felicidade até quando for possível. Até que um dia chega a vida e bate de novo em nossa porta dizendo: "Hora de crescer mais um pouquinho..."


Por, Yv Luna.

Um comentário:

pablomassolar disse...

Muito bom o texto, parabéns! Realmente não há como saber se uma decisão terá melhor ou pior êxito antes de fazermos nossas escolhas. Mas acredito que para a verdadeira felicidade acontecer deve existir um equilíbrio entre razão e coração.
Vejo você no fantástico qualquer dia desses.