segunda-feira, 9 de março de 2009

Luna - Alessandro Safina


Only you can hear my soul, only you can hear my soul

Luna tu
Quanti sono i canti che rissuonano
Desideri che attraverso i secoli
Han solcato il cielo per raggiungerti
Porto per poeti che non scrivono
E che il loro se non spesso perdono
Tu accogli i sospiri di chi spasima
E regali un sogno ad ogni anima
Luna che mi guardi adesso ascoltami

Choeur: Only you can hear my soul

Luna tu
Che conosci il tempo dell' eternità
E il sentiero stretto della verità
Fa più luce dentro questo Cuore mio
Questo cuore d'uomo che non sa, non sa

Che l'amore può nascondere il dolore
Come un fuoco ti può brucciare l'anima

Luna tu
Tu rischiari il cielo e la sua immensità
E ci mostri solo la meta che vuoi
Come poi facciamo quasi sempre noi
Angeli di creta che non volano
Anime di carta che si incendiano
Couri come foglie che poi cadono
Sogni fatti d'aria che svaniscono
Figli della terra e figli tuoi che sai

Che l'amore può nascondere il dolore
Choeur/A. Safina: Che l'amore puo nascondere il dolore

Come un fuoco ti può brucaire l'amima
Choeur/A. Safina: Come un fuoco ti puo brucaire l'amima

Choeur/A. Safina: Alba lux, diva mea, diva es silentissima

Ma è con l'amore che respira il nostro cuore
E la forza che tutto muove e illumina! . . .

Choeur: Only you can hear my soul, only you can hear my soul

Alba lux, diva mea, diva es silentissima !

**************************************************************

Tradução:

Somente você, pode ouvir minha alma. Somente você, pode
ouvir minha alma

Você, lua
quantas são as canções que ressoam
desejos que através dos séculos
marcaram o céu para chegar a você
porto para poetas que não escrevem
e seguidamente perdem suas cabeças
você que acolhe os suspiros de quem sofre por amor
e doa um sonho a cada alma
lua que me olha, agora ouça-me

Somente você, pode ouvir minha alma.

Você, lua
que conhece o tempo da eternidade
e a trilha estreita da verdade
faça mais luz neste meu coração
este coração de homem que não sabe, não sabe

Que o amor pode esconder a dor
como uma chama pode queimar-lhe a alma

Você, lua
você clareia o céu e a sua imensidão
nos mostra somente a metade que quer
como quase sempre depois nós faremos
anjos de argila que não voam
almas de papel que se incendeiam
coração como folhas que depois caem
sonhos feitos de ar que desaparecem
filhos da terra e filhos seus

Que sabe que o amor pode esconder a dor
como a chama pode queimar-lhe a alma

Mas é com o amor que respira
é o nosso coração, é a força que tudo movimenta e
ilumina

Somente você, pode ouvir minha alma. Somente você,
pode ouvir minha alma

Nenhum comentário: